Apresentação do Livro Liberte seu Poder Extra

Você não pode mudar o mundo. Ninguém pode. Mas você pode mudar de mundo.
É isto que o autor, Prof. Dr. Pedro Antonio Grisa, ensinará no desenvolvimento dos doze capítulos deste livro, Liberte seu Poder Extra.
Tudo o que se cria na mente, pode tornar-se realidade. É a lei da Criação, principio basilar da Escola de Parapsicologia Independente, SISTEMA GRISA.
Grisa consegue curar doenças mentais e orgânicas, com exercícios simples e práticos, de relaxamento muscular, de relax e domínio da imaginação, como a do teatro interior; e, mediante técnicas de auto-ajuda e hetero-ajuda de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal.

– Como? Perguntará o leitor.
– Hermes Trismegisto há milhares de anos – Explico-lhe – já declarava: “o mundo é mental”. Desse modo, a “substância mental” é a matéria-prima do Universo.
O trabalho de Grisa está baseado, cientificamente, no novo paradigma chamado holístico, ecológico ou sistêmico, que veio substituir o antigo paradigma cartesiano, newtoniano, ou baconiano.
No antigo paradigma, acreditava-se na existência de estruturas fundamentais, blocos sólidos, separados, que interagiam entre si.
O novo paradigma afirma que o universo é uma rede informações, criadora de toda a realidade física; tem consciência e existe antes da matéria.
A existência de uma realidade só é possível porque envolve um processo subjacente, a consciência.
Amit Goswami, professor titular de física quântica da Universidade de Oregon – EUA, afirma que o universo é autoconsciente. Segundo ele o cérebro não cria a consciência, ao contrário, é criado por ela.
David Bohn, físico da Universidade de Londres, acredita que a consciência é a forma mais sutil de matéria, sendo o fundamento para qualquer relação entre elas. Não está ao nível da realidade; porém, situa-se no fundo da ordem implícita. A esse nível mais profundo, a realidade está velada; ao nível da existência física, a realidade se revela.
Por isso Grisa enfatiza: “Só se expressa no exterior, o que já é no interior.”
Estribado no que foi exposto é possível compreender como o pensamento, coisa abstrata, pode mover átomos de hidrogênio, carbono, oxigênio, nitrogênio e outras partículas das células cerebrais e criar os neurotransmissores, como: adrenalina, acetilcolina, dopamina, serotonina, endorfina…
Já foram identificados mais de duzentos neurotransmissores até hoje. Os neurotransmissores ou neuropeptidios atuam ao nível das sinapses dos neurônios, iniciando todas as reações orgânicas e funcionais do corpo, como: sentimentos, emoções, produção de hormônios, crescimento s das células, e outros.
Para que isso ocorra é preciso uma inteligência. Ultimamente, essa misteriosa inteligência cósmica é chamada de domínio informacional – DI.
– Quem controla essas reações? – pode inquirir o leitor.
– A mente – observo-lhe – precisa do cérebro para atuar. O cérebro e a mente são interfaces de um processo, que em um capitulo do livro, é denominado Processo Psíquico.
Onde fica a mente? O que é a mente?Grisa não se atem a essa discussão, até certo ponto metafísica.

Não cabe na obra caminhar nesses meandros; pois, Grisa não considera tais questões indispensáveis para entender como a mente funciona. Para o mentor do SISTEMA GRISA o que importa é usar essas funções mentais em beneficio do ser humano.
Grisa identifica a Fé, o Poder Extra, uma entidade abstrata, que desencadeia eventos químicos, que atuam sobre a matéria produzindo resultados inquestionáveis. Grisa nos ensina a prática da transmutação mental, tão utilizada pelos alquimistas e cabalistas. Transmutação é um termo usualmente empregado para nomear a antiga arte alquimista que pretendia a transformação de metais impuros em ouro.
Transmutar significa mudar a natureza, transformar uma substância em outra. As transmutações mentais, que conseguimos com os exercícios práticos descritos no livro, permitem praticar a Arte da Química Mental.
Pensar é praticar química cerebral, promovendo uma cascata de respostas funcionais e orgânicas no corpo. Dependendo do pensamento, produzimos saúde ou doença.
A ciência material ampliou as fronteiras dói conhecimento humano, demonstrando como o arranjo de quatro substancias pode explicar quimicamente a vida. Em termos racionais, o ser humano não é mais do que um conglomerado de combinatórias de quatro letras A, C, G, T, abreviatura de alamina, timina, citosina e guanina.
As combinações sistematizadas nos vinte e três pares de cromossomos constituem um alfabeto, distribuído por cada uma dos 100 trilhões de células do corpo humano. Portanto, somos todos semelhantes, independentes do sexo, da raça, da altura, da gordura e de outros fatores. Ao nível do DNA a nossa diferença para outro homem é de apenas 0,1%.
Seria esse 0,1% o responsável pelas diferenças de personalidade?
O desafio é, pois, descobrir como essa pequena diferença faz com que cada pessoa seja um ser único. É essa diferença mínima que faz toda a diferença.
Ainda não foi possível desvendar essa engenharia do comportamento. Entretanto, os pesquisadores concordam que os inputs do meio ambiente são imprescindíveis para o output. Os genes não determinam o comportamento. Os neurotransmissores é que geram o comportamento.
Partindo destes conceitos científicos, embora não os explicitando no livro, Grisa mostra de maneira didática, como as programações mentais estabelecidas no subconsciente desenvolvem nossa personalidade. Nossa maneira de sentir, de agir e de reagir tem tudo a ver com aquilo que recebemos do mundo exterior.
As programações mentais, responsáveis por nossas atitudes, iniciam-se na vida intra-uterina e continuam por toda a existência.
Toda ação surge de uma intenção, na ordem implícita. A imaginação, atuando no implícito, pode consequentemente manifestar-se na realidade do corpo físico – explicito. Assim, usando técnicas de imaginação, pode-se promover a saúde, o sucesso, a alegria e a felicidade, como ficou comprovado, nos trabalhos desenvolvidos no IPAPPI, na cidade de Florianópolis – SC.
Quero usar essa apresentação para convidá-lo, caro leitor, a utilizar os exercícios descritos no livro e aprofundar sua sabedoria.
“O conhecimento é como a riqueza, destinada ao uso.”
Os parapsicólogos do SISTEMA GRISA, entre os quais me incluo, estão convencidos de que a violência é fruto do instinto de defesa. Ninguém agride, todos se defendem. Quando a proteção torna-se insuficiente surge a defesa e o ataque.proteção, Defesa e Ataque são impulsos originados da Lei Natural de Sobrevivência do Individuo, do Ser Único e da Espécie.
Como fica demonstrado no texto do livro, somos sempre resultados das programações mentais perturbadoras ou agradáveis estabelecidas na mente da pessoa.O mundo será realmente humano, quando os seres humanos conseguirem programar o subconsciuente para a harmonia, a vibração e a evolução.
Para “harmonizar” o mundo, é necessário plantar Amor na mente das pessoas.
O ser humano é uma criatura programada e programável. Em tudo a vontade é primordial; pois, cada pessoa pode aquilo que persistemente quer.
Leia, pois, o livro; pratique os exercícios; e alcançara seus objetivos de Prosperidade, Paz e Felicidade.
Tornando explicito aquilo que você já é Divino.

Dr. Ary Guilherme Ferreira
Médico. Pós- Graduado em Otoneurologia- PUC.
Parapsicólogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>